FacebooktweeteryoutubehistorypinSlideshare
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:

DESTAQUES

Porto de Pesca Costeira | Aveiro (2) - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro em movimento #2 - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro | Porto de Abrigo para a Pequena Pesca (2) - VÍDEOFOTO

«Ílhavo Sea Festival 2016» no Porto de Aveiro (12) | VÍDEOFOTO

Pás Eólicas no Porto de Aveiro - VÍDEOFOTO

De Aveiro a Cacia - Imagens aéreas

“KARINA G” no Porto de Aveiro | Filmagens com drone | 1

“HC OPAL” no Porto de Aveiro | Filmagens nocturnas com drone | 4


METEO
Tempo Aveiro
LINKS

Figueira
Arquivo




FOTOS

 Retrovisor

Retrovisor
SLIDESHOW



Há muitas vidas nas salinas de Aveiro

Já escrevia o poeta José Carlos Ary dos Santos… “Morro de Amor pelas águas da Ria/ Esta espuma de dor, eu não sabia/ sou moliceiro do teu lodo fecundo/ Sou a Ria de Aveiro, o Sal do mundo”. Também João Nunes da Silva, de 54 anos e fotógrafo de natureza, considera o mesmo. É um apaixonado pela vida de todas as espécies que se relacionam com o sal.

O fotógrafo é natural de Lisboa mas viu nas salinas de Aveiro um mundo para fotografar a biodiversidade, o local é Zona de Protecção Especial e Sítio de Importância Comunitária no âmbito da Rede Natura 2000.

FOTOGALERIA PARA VER AQUI

“As salinas são habitats extremamente importantes para a conservação da natureza por todo o Mediterrâneo, pois são usadas, sobretudo por aves limícolas, como locais de alimentação, refúgio e nidificação”, explica à Fugas.

A conservação das salinas permite que a avifauna as utilize com mais frequência, por isso salinas activas e conservadas são sinónimo de uma grande biodiversidade.

No conjunto de fotografias de João Nunes da Silva podemos ver algumas das espécies pertencentes à avifauna da região de Aveiro, como o perna-longa, a andorinha-do-mar-anã ou o borrelho-de-coleira-interrompida; mas também fotografias de um marnoto – homem que realiza a extracção do sal artesanal – e do instrumento que utiliza, uma alfaia de madeira.

João Nunes da Silva fotografa estes animais há mais de 30 anos e fica feliz ao falar sobre a evolução no que concerne à preocupação pela conservação destas espécies, mas sabe que ainda há um longo caminho a percorrer. O facto de se ter reavivado a memória relativamente à produção de sal beneficia algumas espécies de aves, como é o caso dos flamingos – uma “espécie emblemática”, na opinião do autor desta série de fotografias.

Já assinou quatro livros e um vários artigos para a imprensa nacional e internacional de natureza e viagens, incluindo para a BBC Wildlife e NationalGeographic. A sua admiração por estas vidas no sal, e particularmente pelos flamingos, será expressa mais uma vez no próximo ano, com o lançamento de um novo livro, intitulado precisamente Flamingos e o Sal.
 




Data: 2019-09-18



Newsletter: Subscrever | Newsletter: Cancelar | Política de Privacidade e Confidencialidade

feed
mapa
Publicidade