FacebooktweeteryoutubehistorypinSlideshare
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:

DESTAQUES

Porto de Pesca Costeira | Aveiro (2) - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro em movimento #2 - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro | Porto de Abrigo para a Pequena Pesca (2) - VÍDEOFOTO

«Ílhavo Sea Festival 2016» no Porto de Aveiro (12) | VÍDEOFOTO

Pás Eólicas no Porto de Aveiro - VÍDEOFOTO

De Aveiro a Cacia - Imagens aéreas

“KARINA G” no Porto de Aveiro | Filmagens com drone | 1

“HC OPAL” no Porto de Aveiro | Filmagens nocturnas com drone | 4


METEO
Tempo Aveiro
LINKS

Figueira
Arquivo




FOTOS

 Tall Ship Races no Porto de Aveiro

Tall Ship Races no Porto de Aveiro
SLIDESHOW



Aveiro ganha novo «postal» com abertura do acesso ao molhe norte

A Câmara de Aveiro inaugurou dia 13 um estradão que se encontrava vedado ao público, por estar dentro de uma zona militar, e que a partir de agora permitirá o acesso livre por terra ao molhe norte.

A obra, que representa um investimento de 100 mil euros, vai permitir visitar um dos "mais notáveis e belos locais de fruição paisagística" da costa aveirense.

"As pessoas têm o privilégio de ir contemplar a entrada da barra, o mar, ou o pôr-do-sol num paredão que entra 2,5 quilómetros mar adentro. Isto é uma coisa única", disse à Lusa o presidente da Câmara de Aveiro, Ribau Esteves.

O autarca realça a importância desta obra em termos das ofertas diferenciadas de São Jacinto, como destino turístico.

"Esta é uma oferta muito grande que vamos dar às pessoas", disse Ribau Esteves, considerando que o facto de, a partir de agora, as pessoas poderem visitar de forma aberta e livre por terra o molhe norte será um contributo "muito importante" para o aumento do turismo naquela zona.

O estradão que foi criado para as obras de ampliação do molhe norte tem uma extensão de 2,4 quilómetros, sendo o ponto de partida o parque de estacionamento automóvel da praia, junto aos mastros das bandeiras.

A obra resultou de um protocolo celebrado entre a autarquia e o Regimento de Infantaria (RI) 10.

"Nós negociámos com o exército o uso público desse estradão. O terreno continua a ser militar. No entanto, para ter o uso livre, foi necessário fazer uma vedação junto ao estradão com três metros de altura", disse Ribau Esteves.

Além da colocação da vedação, a obra contemplou ainda a qualificação do caminho. A parte da vedação foi paga pelas duas entidades em partes iguais, enquanto a parte do estradão foi paga integralmente pela Câmara.

Numa fase posterior, a autarquia pretender negociar com a Administração do Porto de Aveiro, que é a dona do molhe, a qualificação do pavimento daquela estrutura.

fonte




Data: 2018-08-21



Newsletter: Subscrever | Newsletter: Cancelar | Política de Privacidade e Confidencialidade

feed
mapa
Publicidade