FacebooktweeteryoutubehistorypinSlideshare
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:

DESTAQUES

Porto de Pesca Costeira | Aveiro (2) - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro em movimento #2 - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro | Porto de Abrigo para a Pequena Pesca (2) - VÍDEOFOTO

«Ílhavo Sea Festival 2016» no Porto de Aveiro (12) | VÍDEOFOTO

Pás Eólicas no Porto de Aveiro - VÍDEOFOTO

De Aveiro a Cacia - Imagens aéreas

“KARINA G” no Porto de Aveiro | Filmagens com drone | 1

“HC OPAL” no Porto de Aveiro | Filmagens nocturnas com drone | 4


METEO
Tempo Aveiro
LINKS

Figueira
Arquivo




FOTOS

 Tall Ship Races no Porto de Aveiro

Tall Ship Races no Porto de Aveiro
SLIDESHOW



MMI EM FESTA
Museu Marítimo de Ílhavo celebra 80 anos

No dia 8 de Agosto o Museu Marítimo de Ílhavo celebra 80 anos de vida. Museu marítimo por excelência, de dimensão e prestígio internacional, nasceu como museu municipal em 1937. A vocação etnográfica do antigo “Museu dos Ílhavos” incluiu, desde o início, uma natureza marítima. O Grupo dos Amigos do Museu, o fundador Américo Teles e o primeiro diretor, Rocha Madail, foram protagonistas desse momento criador.

O museu atual vive para a comunidade e para os públicos. É um equipamento decisivo na estratégia de desenvolvimento do Município de Ílhavo e na promoção do território. Museu municipal mais visitado do país, em 2016 registou 80 mil visitantes e no mês de junho deste ano atingiu o seu recorde de públicos mensal.

O programa comemorativo dos 80 anos do MMI dirige-se a todo o público, dos oito aos oitenta. De 4 a 8 de agosto são várias e imperdíveis as atividades oferecidas: workshops, performances, visitas especiais, o lançamento de um livro, uma exposição e um concerto.
Um tributo aos capitães de Ílhavo expressa a homenagem do Museu à comunidade ilhavense que, ao longo dos tempos, marcou gerações e teceu a identidade local.

Uma exposição temporária muito ousada, composta por magníficas obras de pintura, edições raras e outros tesouros, invoca o imaginário da tragédia marítima e o seu lugar central na cultura portuguesa. Esse património imaterial que funde a identidade local com a nacional terá o seu momento mágico no concerto da Filarmonia das Beiras, domingo, dia 6. O repertório assenta na obra inédita de Fernando Lopes Graça, História Trágico-Marítima.
A não perder. Todos a bordo!
 




Data: 2017-07-13

feed
mapa
Publicidade