FacebooktweeteryoutubehistorypinSlideshare
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:

DESTAQUES

Porto de Pesca Costeira | Aveiro (2) - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro em movimento #2 - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro | Porto de Abrigo para a Pequena Pesca (2) - VÍDEOFOTO

«Ílhavo Sea Festival 2016» no Porto de Aveiro (12) | VÍDEOFOTO

Pás Eólicas no Porto de Aveiro - VÍDEOFOTO

De Aveiro a Cacia - Imagens aéreas

“KARINA G” no Porto de Aveiro | Filmagens com drone | 1

“HC OPAL” no Porto de Aveiro | Filmagens nocturnas com drone | 4


METEO
Tempo Aveiro
LINKS

Figueira
Arquivo




FOTOS

 Tall Ship Races no Porto de Aveiro

Tall Ship Races no Porto de Aveiro
SLIDESHOW


RÁDIO VOZ DA RIA | COMUNIDADE PORTUÁRIA DE AVEIRO EM FOCO

2020 deverá ficar marcado no Porto de Aveiro pelo avanço da segunda fase da Zona de Atividades Logísticas e Industriais (ZALI), anunciou o Conselho de Administração da APA, S.A.

Os primeiros terrenos disponibilizados permitiram a instalação de Unidade de Produção de Estruturas Metálicas Offshore da AS Silva Matos.
O Porto de Aveiro tem uma área de cerca de 44,3 hectares disponíveis para empresas industriais. Os investimentos estratégicos para o período 2018-2022 estimam-se em 36,2 milhões de euros.



VELA

Realizou-se em Matosinhos a 1º Prova de apuramento regional Norte de vela na classe laser. Dois dias de vento e ondulação média proporcionaram um total de 5 regatas em frente à praia de Matosinhos. O CNBB participou com 5 atletas dos seus 6 de competição, nomeadamente 4 atletas em Laser 4.7 e um na classe radial.



NUNO RIBEIRO PIRES, PRESIDENTE DA CPA

É nesta transversalidade que o Porto de Aveiro, cidade e região, se movem, procurando, desde a reabertura da barra em 1808 (após ter estado obstruída durante décadas) encontrar uma simbiose de interesses que convirjam para uma dinâmica diferenciadora no plano nacional e internacional.
 



RÁDIO VOZ DA RIA | COMUNIDADE PORTUÁRIA DE AVEIRO EM FOCO

O primeiro espaço CPA de 2020 dá destaque a um novo recorde no Porto de Aveiro. O navio mais comprido de sempre atravessou a barra no início de janeiro. O ‘Federal Montreal’, de 200 metros, veio do Canadá descarregar canola para a empresa Iberol.
O anterior máximo tinha sido estabelecido pelo navio Three Rivers, de 190 metros.



SEDEADA NO TGL DO PORTO DE AVEIRO

Segundo os resultados obtidos em 2018, a empresa que obteve um melhor desempenho no volume de negócios, no distrito de Aveiro, foi a PRIO Supply, S.A., que lidera, por isso, o "ranking" das 1.500 maiores empresas do distrito de Aveiro. Elencado segundo os resultados obtidos em 2018, continua a ser liderado pela PRIO Supply, S.A., sedeada no terminal de granéis líquidos do Porto de Aveiro, na Gafanha da Nazaré, concelho de Ílhavo.



GAFANHA DA NAZARÉ

O concurso para a concessão do Forte da Barra, no concelho de Ílhavo, no âmbito do programa Revive, deverá ser lançado no dia 31 de Janeiro, anunciou António Baeta, do Turismo de Portugal, durante o seminário “Turismo, Património e Arquitectura Vernacular”, que decorreu na Universidade de Aveiro.
No distrito de Aveiro existem três imóveis pertencentes à lista do Revive, um programa criado pelo Governo em colaboração com as câmaras que prevê ceder edifícios públicos a privados para serem recuperados e usados para actividades económicas, nomeadamente turísticas.



ÍLHAVO

A Câmara Municipal de Ílhavo aprovou a adjudicação dos serviços de beneficiação e reparação do Navio-Museu Santo André, polo museológico do Museu Marítimo de Ílhavo, pelo valor de 485.500 euros.

A primeira fase da reabilitação do Navio-Museu, com um prazo de execução de 3 meses, tem como objectivo garantir a sua manutenção, requalificação e melhoria das condições de segurança para as visitas.



A partilha de responsabilidades na gestão global da Ria de Aveiro foi um dos assuntos em foco na reunião do Movimento de Amigos da Ria de Aveiro com o Capitão do Porto, capitão de fragata Humberto da Silva Rocha.

Numa reunião solicitada pelo MARIA para apresentação cumprimentos ao novo responsável pela Capitania do Porto de Aveiro, foram elencadas algumas das preocupações do Movimento de Amigos da Ria, nomeadamente, aquelas que se referem à dispersão por diferentes entidades das responsabilidades de gestão do perímetro da laguna.



ENTREVISTA A PEDRO MORAIS LEITÃO

"Em 2018, para além do investimento na rede de postos, começámos dois investimentos particularmente relevantes, que terminarão em 2020. O primeiro será de quase 4 milhões de euros, na introdução de novos processos na fábrica de biodiesel, para aumentar a sua eficiência na produção de biocombustíveis avançados, nomeadamente os que são produzidos a partir de matérias-primas residuais, tais como os óleos alimentares usados. Acreditamos muito que a utilização destas matérias-primas para biocombustíveis ajudará a mitigar os efeitos dos resíduos no ambiente e, em simultâneo, permitirá uma redução mais rápida da emissão de gases com efeito de estufa".



FÁTIMA LOPES ALVES:

"Aveiro é um porto sem congestionamentos, com amplas áreas disponíveis para a instalação de unidades industriais com acesso à construção a cais marítimos privativos, bem como excelentes acessibilidades ferroviárias e rodoviárias aos portos secos e às plataformas logísticas do seu hinterland. Estes são fatores de competitividade únicos no panorama portuário nacional".



Está oficialmente aberta e termina a 5 de Fevereiro a Consulta Pública da segunda versão do Plano para a Aquicultura em Águas de Transição. A Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos assume que a ria de Aveiro tem “potencial elevado” nesta área de produção.

Robalo, Dourada, Pregado, Linguado, Enguia, Macroalgas, Microalgas, Equinodermes, Amêijoa-boa, Amêijoa-macha, Berbigão, Ostra-japonesa/gigante, Mexilhão, Ostra-portuguesa e Ostra-plana são espécies autorizadas.



O Governo estabeleceu as datas de restrição para captura, manutenção a bordo, descarga e primeira venda de lampreia e sável nas águas interiores não marítimas da ria de Aveiro.

Para este ano, de acordo com a publicação em DR, são fixados para a ria de Aveiro os seguintes períodos de defeso: 1 de maio a 31 de dezembro, para a pesca da lampreia, e 1 de janeiro a 9 de fevereiro e 11 de abril a 31 de dezembro, para a pesca do sável e savelha. Nestes períodos é interdita a captura, a manutenção a bordo, a descarga e a primeira venda das referidas espécies capturadas nas águas interiores não marítimas da ria de Aveiro.



O litoral aveirense vai contar com investimento na protecção da costa nos planos de investimento para 2020.

A Agência Portuguesa do Ambiente anuncia o investimento de cerca de 27 milhões de euros em 11 intervenções de proteção do litoral a realizar nas cinco regiões hidrográficas ao abrigo do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.



RÁDIO VOZ DA RIA | COMUNIDADE PORTUÁRIA DE AVEIRO EM FOCO

O espaço da Comunidade Portuária de Aveiro destaca nesta edição a actividade da Tinita, empresa de rebocadores que presta serviço no Porto de Aveiro.
Em fins de novembro, para além de reboques portuários, a empresa com sede em Viana do Castelo estreou uma carrinha guincho que passou a apoiar a amarração de navios.



FERREIRA FERNANDES

No primeiro livro impresso da culinária portuguesa, em 1680, Arte de Cozinha, de Domingos Rodrigues, cozinheiro do príncipe regente D. Pedro II, não se escreve uma só linha sobre pastéis ou bolinhos de bacalhau. É natural, embora o bacalhau já cá aportasse antes dos Descobrimentos, a sua companheira batata só chegaria às mesas portuguesas quando D. Maria I incentivou o cultivo do tubérculo na ilha Terceira, Açores, mais de um século depois das receitas de Domingos Rodrigues.



A newsletter da Comunidade Portuária de Aveiro (CPA) difunde esta sexta-feira, 20 de Dezembro de 2019, a sua edição n.º 500.
Um caminho iniciado há mais de oito anos e meio, tendo a newsletter inaugural sido enviada a 21 de Março de 2011.

Assinalando a efeméride, divulgamos os testemunhos do Presidente da CPA, Nuno Ribeiro Pires, e da Presidente do Conselho de Administração do Porto de Aveiro (APA, S.A.), Fátima Lopes Alves.
 



NUNO RIBEIRO PIRES:

A direção da Comunidade Portuária de Aveiro vem, através desta sua newsletter, agradecer o contributo de todos os seus associados que, com as suas ações empresariais, continuam a engrandecer o Porto de Aveiro, fazendo-o crescer e consequentemente elevar o nome da região de Aveiro e do país em geral, no mercado mundial.



FÁTIMA LOPES ALVES:

O Porto de Aveiro é uma referência como centro logístico para o tecido industrial da região centro, assegurando a prestação de serviços portuários e marítimos eficientes orientados às necessidades logísticas das empresas exportadoras da região.

O porto assume-se, cada vez mais, como polo de dinamização do crescimento e valorização económica da região de Aveiro, contribuindo significativamente para o crescimento da economia do mar e da economia nacional.



ESTA TERÇA-FEIRA

Um grupo de personalidades, entidades e associações da sociedade civil ligadas aos setores dos Transportes e do Mar tomou a iniciativa de organizar um jantar de reconhecimento do legado da Eng. Ana Paula Vitorino pela sua atividade naqueles setores no período em que exerceu funções no Governo, enquanto Secretária de Estado dos Transportes e Ministra do Mar.

O jantar realiza-se esta terça-feira, 10 de dezembro, às 20:00, no Círculo Eça de Queiroz, no Largo Rafael Bordalo Pinheiro 4, em Lisboa, estando confirmadas cerca de 90 pessoas.



ÁLVARO GARRIDO:

Professor na Faculdade de Economia de Coimbra, Álvaro Garrido tem vários livros sobre a história do bacalhau. Diz que desde a Idade Média consumimos o fiel amigo, importado, mas que logo no início do século XVI andávamos na Terra Nova a pescá-lo, tradição que renasceu no século XIX e que o Estado Novo reforçou com a campanha do bacalhau.





Newsletter: Subscrever | Newsletter: Cancelar | Política de Privacidade e Confidencialidade

feed
mapa
Publicidade