FacebooktweeteryoutubehistorypinSlideshare
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:

DESTAQUES

Porto de Pesca Costeira | Aveiro (2) - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro em movimento #2 - VÍDEOFOTO

Porto de Aveiro | Porto de Abrigo para a Pequena Pesca (2) - VÍDEOFOTO

«Ílhavo Sea Festival 2016» no Porto de Aveiro (12) | VÍDEOFOTO

Pás Eólicas no Porto de Aveiro - VÍDEOFOTO

De Aveiro a Cacia - Imagens aéreas

“KARINA G” no Porto de Aveiro | Filmagens com drone | 1

“HC OPAL” no Porto de Aveiro | Filmagens nocturnas com drone | 4


METEO
Tempo Aveiro
LINKS

Figueira
Arquivo




FOTOS

 Salinas

Salinas
SLIDESHOW


O Museu Marítimo de Ílhavo fechou o ano de 2017 com o maior número de visitantes da sua história: 85 427.
O MMI reforça assim a sua condição de museu municipal com mais público em Portugal e coloca-se entre os maiores museus portugueses.
No ano em que comemorou o seu 80.º aniversário, o MMI atraiu mais público do que nunca. Relativamente a 2016, ano em que atingiu o seu máximo de visitantes e ultrapassou pela primeira vez as oitenta mil entradas, o Museu registou um crescimento de 5%.



Terminou no dia 30 de novembro de 2017 o período para apresentação de candidaturas ao 1º Aviso de Concurso Mar2020 do Grupo de Ação Costeira da Região de Aveiro (GAC-RA), ao abrigo da Prioridade 4 - DLBC Costeira - do Programa Operacional Mar2020 cofinanciado pelo FEAMP (Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas).



JOÃO ROCHA:

"A PRIO tornou-se num pilar importante da economia nacional" João Rocha, administrador da PRIO Energy, sublinha que a empresa, "em apenas 10 anos, se tornou num pilar importante da economia nacional e em particular da região de Aveiro"



MUSEU MARÍTIMO DE ÍLHAVO

No primeiro fim de semana de cada mês, convidam-se todos a visitar o Museu Marítimo de Ílhavo através do olhar de um mediador, que dará a conhecer um pouco melhor as coleções expostas, sala a sala. Ao longo da visita, dá-se destaque a uma peça, coleção ou parte do edifício, numa descoberta conjunta entre visitantes e guia.



RÁDIO VOZ DA RIA | COMUNIDADE PORTUÁRIA DE AVEIRO EM FOCO

No espaço da Comunidade Portuária de Aveiro, o destaque vai, nesta edição, para um projecto que está a ser desenvolvido pela Universidade de Aveiro e que quer levar os aveirenses a descobrirem, ou redescobrirem, o Parque Infante D. Pedro.

Uma equipa multidisplinar da Universidade de Aveiro, das áreas da biologia, informática e educação, está a promover o projeto Edupark que promete ser um guia multimedia útil, mas também permite jogos pedagógicos.



A AQUACULTURA NA UA EM 2018

"Acredito que 2018 será o ano em que UA confirmará o seu papel de polo agregador de pessoas e conhecimento do que melhor se faz na dinamização da revolução azul." Quem o escreve é Ricardo Calado, investigador do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar e um dos coordenadores da Plataforma Tecnológica do Mar (PTMar) da Universidade de Aveiro (UA). O investigador faz a antevisão desta área, em 2018, na UA.



RÁDIO VOZ DA RIA | COMUNIDADE PORTUÁRIA DE AVEIRO EM FOCO

No espaço da Comunidade Portuária de Aveiro, o destaque vai, nesta edição, para o novo projeto que vai nascer em terrenos portuários. Trata-se do Grupo A. Silva Matos, com sede em Sever do Vouga, que vai instalar uma fábrica de componentes metálicos de grande envergadura para projetos eólicos offshore, ou seja, em alto mar.



RÁDIO VOZ DA RIA | COMUNIDADE PORTUÁRIA DE AVEIRO EM FOCO

No espaço da Comunidade Portuária de Aveiro, transmitido quinzenalmente na Rádio Voz da Ria, o destaque vai, nesta edição, para o lançamento do concurso para o cais da pequena pesca no porto de pesca costeiro da Gafanha da Nazaré.



A mudança da legislação seria um contributo de relevo nos processos de investigação das fontes poluidoras no mar, um assunto a que se referiu o capitão-de-fragata João Duarte, chefe de divisão de operações da Autoridade Marítima Nacional (AMN) que participou na jornada organizada pelo Núcleo de Estudantes de Ciências do Mar e o Departamento de Física (DFis) da Universidade de Aveiro (UA), no âmbito das comemorações do Dia Nacional do Mar.



A Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) tem investimentos planeados para 2018 superiores a 23 milhões de euros. Em causa estão maioritariamente intervenções no âmbito do Pacto para o Desenvolvimento e a Coesão Territorial da Região de Aveiro (PDCT-RA), com “destaque”, pela sua “relevância” e pela sua “dimensão financeira”, para a Ponte-Açude do Rio Novo do Príncipe (em fase de adjudicação) e o Sistema de Defesa Primária do Baixo Vouga Lagunar (em execução).



ESTA QUARTA-FEIRA, NA UNIVERSIDADE DE AVEIRO

“Poluição Marinha: Origem e Consequências” é o tema da jornada com que o Núcleo de Estudantes de Ciências do Mar e o Departamento de Física (DFis) da Universidade de Aveiro (UA) pretende comemorar o Dia Nacional do Mar. O encontro visa promover a discussão entre entidades e investigadores de renome na área do Mar e está agendado para esta quarta-feira, das 10 às 13 horas, no anfiteatro do DFis, sendo que as inscrições para participar no evento decorrem até esta terça-feira.



VELA

Realizou-se recentemente a primeira prova de apuramento nacional de vela na classe Laser, em Vila Real de Santo António.

Foi na Associação Naval do Guadiana que o CNBB esteve presente com 3 atletas, numa prova que reuniu mais de 80 embarcações divididas pelas categorias Laser 4.7 e Radial. Apesar do pouco vento que se fez sentir, a organização conseguiu realizar 5 provas, permitindo que os nossos atletas, neste início de época, alcançassem as seguintes posições: na classe Laser Radial, Filipe Albino obteve o 17º lugar, sendo que o seu colega Bernardo Santos obteve o 35º lugar. Na classe Laser 4.7, Benedita Fernandes obteve o 43º lugar .



ESTE SÁBADO, DIA 18, NO MMI

Com uma linguagem de grande rigor técnico mas acessível e um conjunto de desenhos explicativos, o autor descreve, com o pormenor suficiente, como é construído o casco em madeira de um navio veleiro, como são os seus mastros - o “arvoredo”- e como se procede ao seu mastrear e desmastrear, como se aparelha um navio de vela depois de mastreado, a máquina do leme, o molinete e a amarra, quais são os indispensáveis trabalhos de conservação de um navio de madeira e, para terminar, qual o seu aparelho vélico.



ESTA SEXTA-FEIRA

Divulgamos o programa da Mesa Redonda comemorativa do Dia Nacional do Mar designada "Mar: Desafios futuros para a sustentabilidade"”, que decorre esta sexta-feira, dia 17 de Novembro, a partir das 21h30, na Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro.



RÁDIO VOZ DA RIA | COMUNIDADE PORTUÁRIA DE AVEIRO EM FOCO

Nesta edição do programa que quinzenalmente a Rádio Voz da Ria dedica à CPA – Comunidade Portuária de Aveiro, o destaque vai para a NADO – Náutica Desportiva Ovarense.
Hélder Ventura, presidente da NADO, dá a conhecer o trabalho desta coletividade, desenvolvido na náutica de recreio e na prática desportiva.



O Executivo Municipal de Aveiro deliberou aprovar a abertura do concurso público para a empreitada do novo Cais dos Pescadores de São Jacinto, pelo preço base de 345.000€ (acrescidos de IVA) e um prazo de execução de 180 dias.



RÁDIO VOZ DA RIA | COMUNIDADE PORTUÁRIA DE AVEIRO EM FOCO

No espaço da Comunidade Portuária de Aveiro, transmitido quinzenalmente na Rádio Voz da Ria, o destaque vai, nesta edição, para o trabalho de um escultor de Aveiro. Ao longo das últimas duas décadas, Afonso Henrique retratou os usos e costumes antigos do País, através de 80 figuras típicas, trabalhadas em grés policromado.

“100 Anos de Usos e Costumes em Extinção” é o título da mostra que o escultor quer expor de Norte a Sul de Portugal.



21 DE OUTUBRO A 4 DE FEVEREIRO, NO MMI

INVISIVEL é um projecto fotográfico, que promove o diálogo entre as peças da exposição permanente do Museu Marítimo de Ílhavo e a invisibilidade das peças que estão em reserva, propondo uma leitura complementar e enriquecedora das coleções do Museu. Esta exposição, inserida nas várias salas da exposição permanente, pretende estimular o diálogo sobre o papel dos museus como instrumentos de preservação e legitimação de objetos e narrativas. (fotografias de Hermano Noronha, Alexandre Sampaio, Ricardo Raminhos e João Malaquias).



REPRESENTOU PORTUGAL NA BIENAL DE VENEZA

O antigo cacilheiro Trafaria Praia, trabalhado por Joana Vasconcelos e que representou Portugal na Bienal de Veneza, em 2013, foi retirado do Tejo e está à venda. Encontra-se actualmente na doca seca da Navalria, estaleiros navais do grupo Martifer, em Aveiro.

A retirada do Trafaria Praia para doca seca justifica-se pelo "factor deterioração, pois o barco, sendo todo forrado a azulejo, é muito sensível. Está melhor em terra do que na água", justifica o empresário Mário Ferreira, dono da Douro Azul, empresa detentora do Trafaria Praia, que está agora à espera de propostas de compra.



Volvidos cinco números da revista Argos, nota-se que este projeto editorial ganhou raízes e conquistou o seu lugar. A Argos consiste numa revista anual, de natureza mais cultural do que científica, dedicada a temas e problemas de cultura do mar, em sentido amplo, aos patrimónios marítimos e às suas instituições mais ousadas, em particular. Trata-se de uma publicação periódica que lança pontes e diálogos entre o mundo dos museus e o das universidades, territórios cuja articulação já conheceu melhores dias. A Argos é uma revista internacional editada por um museu local e municipal. Esta suculenta contradição é, talvez, aquilo que melhor a define.



feed
mapa
Publicidade